YORIK’S COFFEE CORNER

You are currently viewing a single post of this guestblog.

Click here to go back the complete page. I would be glad to hear your comments, so don’t hesitate to leave me your feedback below. It will appear on the main guestblog page.


in categories  opensource  permalink:  270   posted on 26.09.2016 21:58
From Yorik

Obtendo mapas de São Paulo



No FISL do ano passado, ouvimos uma palestra sobre o geosampa bem interessante. Pouco tempo depois, o site já estava funcionando, e acabei de dar uma olhada agora, está ficando impressionante. Basicamente, é um site mantido pela prefeitura de São Paulo, que disponibiliza de maneira aberta e gratuita mapas de todo qual tipo da cidade.

Veja você mesmo: http://geosampa.prefeitura.sp.gov.br

Tem dados de muitos órgãos municipais, dá para ligar e desligar camadas no painel de direita, etc. Uma vez que obteve um belo mapa, é só clicar o botão "Salvar mapa como imagem" no menu esquerdo. Mas tem muito melhor:

Nas primeiras versões dava para baixar arquivos DXF. Esses arquivos DXF ainda estão ali (botão Download de Arquivos na barra esquerda -> Sistema viário -> Quadra viária), mas o sistema oferece agora coisas muito mais poderosas, compatíveis com sistemas GIS (são sistemas tipo CAD usados por geógrafos). Dá para criar mapas muito mais bonitos que os velhos arquivos DXF. Vou mostrar rapidamente:

Você vai precisar de um software GIS. O melhor e mais famoso software GIS opensource se chama QGIS, e pode ser baixado para Windwos/Mac/Linux em http://qgis.org/en/site/. É um pouco complexo de manipular, mas vamos apenas usar umas coisas simples dele.

A grande vantagem de trabalhar com GIS é que tudo está sempre georreferenciado. Qualquer linha, ponto, área sempre tem coordenadas reais na terra. Você adiciona dados vindo de todo qual tipo de fonte, e eles se sobrepõem um ao outro no lugar exato, sem precisar mover manualmente nem risco de erro.

A partir do QGIS, uma vez que temos um mapa como queremos, pode ser simplesmente exportada para DXF, mas tem também possibilidades com aspecto melhor como SVG ou PDF. Como somos quase todos da área do CAD aqui, vou explicar como exportar para DXF.

1. Abre o http://geosampa.prefeitura.sp.gov.br e faça um zoom até enquadrar a área desejada.

2. Aperte o botão "Download de Arquivos"



3. No painel de download que vai abrir, escolhe o tipo de dado que você deseja, e clique "shapefile" (que são os arquivos GIS). Repita para cada tipo de dado que quer adicionar ao mapa. Alguns tipos de dado cobrem São Paulo inteiro, outros somente uma área. Não tem importância, no QGIS tudo vai se sobrepor perfeitamente.

4. Alguns shapefiles vem com diferentes opções de sistema de projeção (SIRGAS, SAD69-96, etc). É mais prático pegar todos com o mesmo sistema, mas não é muito importante, o QGIS aceita todos e combina tudo corretamente.

5. Dezipe todos os arquivos zipados. Cada arquivo zip contém uma ou mais pastas, cada uma com o mesmo shapefile em vários formatos. Usaremos o formato .shp.

6. Abra o QGIS, e crie um novo projeto (Project -> New)

7. Com cada tipo de dado que baixamos, temos que adicionar uma nova camada vetorial no nosso mapa Menu Layer -> Add Layer -> Add Vector Layer. Escolhe a opção "From file" e navegue para uma das pastas que baixamos. Selecione o arquivo .shp

8. Agora é o ponto MUITO importante. Após selecionar o arquivo .shp, um diálogo vai abrir perguntando o sistema de projeção a ser usado para essa camada. Use exatamente o sistema em que veio o shapefile (SIRGAS ou SAD69-96) e sempre a mesma latitude (por exemplo, sempre 23S). Se estiver com sistema de projeção errado, obviamente, as coordenadas da camada estarão erradas.

9. Repita até importar todos os seus dados. Você pode reorganizar as camadas arrastando elas no painel de camadas, e mudar cor e transparência clicando com o botão direito nelas -> Properties.



10. As linhas pretas vão ser exportadas em preto no DXF, portanto, se quiser exportar para DXF, é melhor escolher uma outra cor para as linhas.

11. Zoome a janela principal até enquadrar a área que deseja exportar, como na imagem acima (é a praça da Sé, caso esteja tentando adivinhar).

12. Exporte para DXF (menu Project -> DXF export). Na janela que abre, escolhe um nome em "save as", marque as camadas que deseja exportar, e marque a opção "Export features insersecting the current map extent", senão ele vai exportar São Paulo inteiro, o que pode dar um arquivo gigantesco.

13. Abre o arquivo DXF no seu programa CAD favorito (aqui QCAD):



14. Tudo estará la, na escala correta (em metros). Também é possível exportar para SVG ou PDF, por isso é preciso primeiro criar uma "página" no QGIS com o Composer (menu Project -> Composer manager).


First and foremost, your name:

And your message:

To publish it, just press this ...